Crédito.pt

Informe-se antes de pedir

O estado e o crédito

No plano económico, o Estado assegura duas grandes funções: a primeira é fornecer serviços públicos (Saúde, Educação, Segurança, entre outros) que irão satisfazer as necessidades colectivas e a segunda é a função de transferência de rendimentos ou redistribuição.

O Estado cobra impostos às famílias e às empresas e redistribui sob diversas formas.

As quotizações sociais pagas pelos empresários e seus trabalhadores são redistribuídos pelas empresas através de subsídios e pelas famílias através de pensões, de subsídios de desemprego, de abonos e reembolsos de despesas de saúde.

A institucionalização do Sistema de Segurança Social (que assegura o pagamento de pensões e de subsídios de desemprego e de invalidez) e o aumento de salários permitem a revalorização dos rendimentos que, por sua vez, faz crescer o consumo.

A outra parte dos impostos vai servir para o financiamento das Autarquias, dos Caminhos de Ferro, Esquadras, Escolas e Ministérios, fundamentais para o bom funcionamento da economia, bem como para o pagamento da dívida pública (conjunto dos empréstimos do Estado).

É preciso referir que o Estado é um excelente cliente do crédito. As empresas públicas e outras entidades do Estado recorrem a empréstimos dos cidadãos através da emissão de obrigações.

Quer uma proposta sem qualquer custo?

Opte por um crédito à sua medida, experimente: